Termo Sobre Dados e Ciberseguranca

Como ser visto pelo Google?

Como ser visto pelo Google

Google. A plataforma para quem a gente corre quando não sabe qualquer coisa, por menor que seja. Não adianta, se você quer ser visto pelos seus clientes, um dos lugares mais importantes com certeza é o Google. 

Então vamos entender ‘como?’

Como funciona o Google?

Quando você faz uma pesquisa no Google, em milésimos de segundos o algoritmo faz uma análise com vários critérios procurando páginas que considera ideais para atender às palavras-chave buscadas. 

Ele funciona utilizando ‘robôs’ que vão de link em link identificando as páginas e classificando e indexando nos seus servidores. Por isso, a cada pesquisa realizada no Google o algoritmo organiza os resultados e prioriza os mais relevantes.

Mas o que é relevante para ser visto pelo Google?

São mais de 3,5 bilhões de buscas todos os dias. Já o número de sites indexados pelo buscador desde a fundação (lá em 1998) já ultrapassou 60 trilhões. Por isso que o Google filtra bem os resultados.

Os passos que ele toma para julgar algo como relevante são:

  • Limitar o tema relacionado ao assunto;
  • Analisar título, subtítulo, capa, índice, sumário e conteúdo;
  • Identificar as obras e autores mais reconhecidos pelo público;
  • Lembrar de indicações que já foram recebidas por nós;
  • Classificar os melhores de acordo com a relevância;
  • Escolhe as páginas que vão aparecer após seguir esses passos.

Organizando seu conteúdo

Vale a pena falar mais sobre o segundo item acima. O Google analisa título, subtítulo, capa, índice, sumário e conteúdo… Ou seja, um bom trabalho realizado em uma página faz toda diferença. 

A partir da pesquisa da ‘palavra-chave’ o Google checa essas partes específicas:

  • Título (page title) – Elemento de importância primordial para o Google, afinal é o texto que aparece em maior evidência na página de resultados do buscador
  • Cabeçalhos (Headings) – Eles marcam seções do texto. Indicam subtítulos de página e hierarquia. Vão de marcações H1 (mais importante) até H6 (menos importante mas ainda mais importante que textos normais – os parágrafos). Ajudam na organização do texto.
  • Textos – É o conteúdo em si. É importante que a palavra chave e sinônimos dela apareçam ao longo do site. Por exemplo, se o seu site é sobre macarrão é bom que essa palavra apareça algumas vezes, assim como palavras como ‘massa’. 
  • URL – É o endereço na web do link. Nesse sentido, é importante sempre estar otimizado e contendo a palavra chave decidida. 
  • Atributo Alt – É o texto que aparece para descrever as imagens do site. Por isso que as imagens precisam estar identificadas com termos que sejam sua ‘palavra-chave’ de interesse. 

Para finalizar…

Ademais, outros fatores relacionados ao conteúdo são a presença de links externos (fora do seu site) e internos (para outras partes de seu site). O Google gosta de sites que geram tráfego na internet.

Então, para analisar isso, plugins como o Yoast ajudam a checar o quanto a página está otimizada. 

Enfim, a gente não quis te assustar, mas basicamente tudo que você leu agora pouco são princípios de SEO (Search Engine Optimization) que é esse processo de fazer você ser visto pelo Google e aparecer mais alto na busca das palavras chaves que tem tudo a ver com o seu campo de atuação. 

Já foi uma ótima aula inicial, né? Então sempre lembre, bom conteúdo, organizado e seguindo essas regrinhas que foram citadas nos tópicos é um grande passo rumo a ser visto pelo Google


Contatos: (19) 3849-4812​ | (19) 99166-6732 | semeia@semeiapropaganda.com.br

Leia mais:

Site e landing page são a mesma coisa?

Cinco dicas para investir no marketing digital

Como saber se meu site é bom?

E aí, Gostou?
Compartilhe esse conteúdo!

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp